Publicado por: sbc1 | 2 maio, 2008

Que Burro! Dá 0 pra ele!!!

Pô!!!

Eu sou muito burro mesmo!

Falei hoje que eu esqueci o Dia do Índio e Dia do Descobrimento do Brasil, e que poderia ter utilizado a Legião pra postar, me esqueci que no dia 1° de Maio era Dia do Trabalhador!

Podia ter utilizado pra falar da Legião de novo!!!

Mas como ainda tá meio recente o Dia do Trabalhador, posso postar a música e me redimir do esquecimento do Dia do Índio e do Descobrimento do Brasil.

Falar sobre essas datas é uma responsabilidade muito grande.

Sobre o Dia do Índio, tudo começa no Descobrimento do Brasil, as injustiças contra os índios, o contato prejudicial que os europeus tiveram com eles, a terra roubada, as doenças transmitidas e a exclusão social promovida pelos já brasileiros. Essa data é só um pequeno “espelhinho” para os índios.
Essa história de Dia do Índio é uma verdadeira piada diante das imoralidades cometidas contra os índios.
E não tem a desculpa de que tem muitos índios que já são acostumados(e malandros) como os “brancos”, pois essa cultura, por mais que eles estejam habituados, não é pertencente à eles.
A invasão foi nossa e o costume deles com a nossa cultura não é desculpa para continuarmos discriminando-os.

 

Já do Dia do Trabalhador, pode se falar que tiveram muitas evoluções desde a Revolução Industrial, mas ainda há muito o que evoluir.
O trabalhador ainda tem muito de escravo no ambiente de trabalho, com muitas submissões e humilhações perante o empregador e a sociedade, haja visto que sem emprego, a sociedade de ignora e te discrimina de forma tal que se torna impossível o seu retorno no mercado de trabalho.
Nem vou falar do trabalhador que quer iniciar porque aí seria uma verdadeira sacanagem.

 

Do Descobrimento do Brasil nem vou falar nada porque foi a partir daí que começaram essas merdas que eu falei acima.

 

MÚSICA!!!

Falar sobre a Legião é muito fácil.

Foi a maior banda do Brasil!

Só isso.

Na verdade é só uma opinião pessoal.
Toda e qualquer opinião em contrário é aceita, pois não há comparação entre as bandas brasileiras. Cada uma tem rítimo e sons diferentes, caminhos que cada banda traçou pelos seus próprios interesses.

A Legião é a melhor pra mim porque foi a primeira banda de rock que eu comecei a escutar seriamente, é a mais antiga na minha caixinha de CD’s(no sentido de compra), ou seja, é uma questão sentimental.
Mas a Legião tem um sonzaço! Musicalidade boa!!!
Escutem o disco “V” e vocês vão entender…

 

Hoje vão ser 3 músicas da Legião:

“O Descobrimento do Brasil”;
http://rapidshare.com/files/111904687/06_O_Descobrimento_do_Brasil.wma.html

 
” ‘Índios’ “;
http://rapidshare.com/files/111905159/12__ndios.wma.html

 

 
“Fábrica”.
http://rapidshare.com/files/111904059/11_F_brica.wma.html

 

3 pra me redimir.

 

O Descobrimento do Brasil

 

Legião Urbana

Composição: Renato Russo

Ela me disse que trabalha no correio
E que namora um menino eletricista
Estou pensando em casamento
Mas não quero me casar
Quem modelou teu rosto ?
Quem viu a tua alma entrando ?
Quem viu a tua alma entrar ?
Quem são teus inimigos ?
Quem é de tua cria ? A professora
Adélia, a tia Edilamar e a tia
Esperança
Será que você vai saber
O quanto penso em você com
o meu coração ?
Será que você vai saber
O quanto penso em você com
o meu coração ?
Quem está agora ao teu lado ?
Quem para sempre está ?
Quem para sempre estará ?
Ela me disse que trabalha no correio
E que namora um menino eletricista
As família se conhecem bem
E são amigas nesta vida
Será que você vai saber, o quanto
penso em você com meu coração ?
Será que você vai saber, o quanto
penso em você com o meu coração ?
A gente quer um lugar pra gente
A gente quer é de papel passado
Com festa, bolo e brigadeiro
A gente quer um canto sossegado
A gente quer um canto de sossego
Estou pensando em casamento
Ainda não posso me casar
Eu sou rapaz direito
E fui escolhido pela menina mais bonita.

 

Índios

 

Legião Urbana

Composição: Renato Russo

Quem me dera
Ao menos uma vez
Ter de volta todo o ouro
Que entreguei a quem
Conseguiu me convencer
Que era prova de amizade
Se alguém levasse embora
Até o que eu não tinha

Quem me dera
Ao menos uma vez
Esquecer que acreditei
Que era por brincadeira
Que se cortava sempre
Um pano-de-chão
De linho nobre e pura seda

Quem me dera
Ao menos uma vez
Explicar o que ninguém
Consegue entender:
Que o que aconteceu
Ainda está por vir
E o futuro não é mais
Como era antigamente.

Quem me dera
Ao menos uma vez
Provar que quem tem mais
Do que precisa ter
Quase sempre se convence
Que não tem o bastante
Fala demais
Por não ter nada a dizer.

Quem me dera
Ao menos uma vez
Que o mais simples fosse visto
Como o mais importante
Mas nos deram espelhos
E vimos um mundo doente.

Quem me dera
Ao menos uma vez
Entender como só Deus
Ao mesmo tempo é três
Esse mesmo Deus
Foi morto por vocês
É só maldade então
Deixar um Deus tão triste.

Eu quis o perigo
E até sangrei sozinho
Entenda!
Assim pude trazer
Você de volta pra mim
Quando descobri
Que é sempre só você
Que me entende
Do início ao fim.

E é só você que tem
A cura do meu vício
De insistir nessa saudade
Que eu sinto
De tudo que eu ainda não vi.

Quem me dera
Ao menos uma vez
Acreditar por um instante
Em tudo que existe
E acreditar
Que o mundo é perfeito
Que todas as pessoas
São felizes…

Quem me dera
Ao menos uma vez
Fazer com que o mundo
Saiba que seu nome
Está em tudo e mesmo assim
Ninguém lhe diz
Ao menos obrigado.

Quem me dera
Ao menos uma vez
Como a mais bela tribo
Dos mais belos Índios
Não ser atacado
Por ser inocente.

Eu quis o perigo
E até sangrei sozinho
Entenda!
Assim pude trazer
Você de volta pra mim
Quando descobri
Que é sempre só você
Que me entende
Do início ao fim.

E é só você que tem
A cura pro meu vício
De insistir nessa saudade
Que eu sinto
De tudo que eu ainda não vi.

Nos deram espelhos
E vimos um mundo doente
Tentei chorar e não consegui.

 

 

Fábrica

 

Legião Urbana

Composição: Renato Russo

Nosso dia vai chegar,
Teremos nossa vez.
Não é pedir demais:
Quero justiça,
Quero trabalhar em paz.
Não é muito o que lhe peço –
Eu quero um trabalho honesto
Em vez de escravidão.

Deve haver algum lugar
Onde o mais forte
Não consegue escravizar
Quem não tem chance.

De onde vem a indiferença
Temperada a ferro e fogo?
Quem guarda os portões da fábrica?

O céu já foi azul, mas agora é cinza
O que era verde aqui já não existe mais.
Quem me dera acreditar
Que não acontece nada de tanto brincar com fogo,
Que venha o fogo então.

Esse ar deixou minha vista cansada,
Nada demais.

 

ENJOY!!!

Anúncios

Responses

  1. This is my first visit here, but I will be back soon, because I really like the way you are writing, it is so simple and honest

  2. pronto disse tudo!rsrsrs


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: